O off shoulders veio para equilibrar o sexy e aflorar todo o ar feminino da estação

Top bardot
Foto divulgação/Agência Fotosite
Top bardot

Com shape mais estruturado, o modelo clássico dos anos 60 apareceu como aposta certa nas passarelas, graças à rebeldia jovem da década.

Durante o pós-guerra, período de prosperidade financeira, a nova geração de adolescentes, chamados de “baby boom”, explorou o consumo. O novo comportamento visava, também, a liberdade de escolha, de expressão e sexual, principalmente para as mulheres, com o surgimento da pílula anticoncepcional.

Elas se rebelaram em busca de direitos iguais, quanto aos salários e às decisões. Como símbolo do movimento, o sutiã foi queimado em praça pública. Esse comportamento refletiu no modo de vestir: abandonaram suas saias volumosas, rodadas e com cintura marcada e passaram a se sentir livres em calças cigarretes e, claro, em minissaias.

Ícones surgiam e os filmes ditavam tendência. A imagem feminina se inspirou na atitude tentadora da atriz Brigitte Bardot, eleita pela revista Time um dos 100 nomes mais influentes da história da moda. Era adepta ao decote canoa, exaltando os ombros de fora com muita sensualidade e delicadeza. Daí, a definição do termo.

A tendência é a cara da estação! Experimente todas as versões para encontrar a ideal, ficando atenta à proporção do quadril para equilibrar a silhueta, e tenha a produção mais cool do verão!