Tamanho do texto

Para que possamos compreender o presente e idealizar o futuro é necessário que pensemos sobre o passado. Afinal nada melhor do que fazer uma análise do que já passou para que tenhamos entendimento do porquê de determinadas coisas serem como são ou do que elas possam vir a ser.

50 Ícones Que Inspiraram a Moda
Divulgação
50 Ícones Que Inspiraram a Moda

A moda ilustra perfeitamente esse pensamento visto que para que possamos entender como ela funciona nos dias de hoje, devemos voltar no passado e estudar seus maiores percussores.

 Com esses levantamentos em voga, o #LeiturasObrigatórias de hoje indica a coleção “ 50 Ícones que Inspiraram a Moda ” de Paula Reed e Lauren Cochrane . A coleção reúne seis volumes, cada um dedicado a uma década do século XX. Os livros vão dos anos 1950 até 1990, sendo o último livro da coleção dedicado somente aos grandes estilistas dos últimos tempos. Em cada volume, a autora seleciona 50 ícones que marcaram o estilo e a sociedade da época.

Lauren Cochrane , jornalista, escritora do The Guardian e colaboradora da Vogue , é responsável pelo volume dedicado aos estilistas, no qual ela aborda a vida e obra dos estilistas mais emblemáticos do século XX. Dentre os designers citados, aparecem os mais tradicionais como Coco Chanel, Christian Dior, Hubert de Givenchy ... até designers mais experimentais como Alexander McQueen e Elsa Schiaparelli . Sem deixar de citar também nomes como Ralph Lauren, Marc Jacobs, Calvin Klein ...

 Os outros volumes da coleção são de autoria de Paula Reed, fashion guru britânica, que discorre sobre as tendências e as personagens principais que formaram a identidade do período. Cada livro aborda o comportamento, o estilo e as particularidades de cada personalidade ou tópico abordados daquela determinada década.

 A autora contextualiza como a moda influenciou e foi influenciada por todos os outros segmentos da sociedade, como a música, a fotografia, o cinema, a arte, a política... dessa forma, ela não nos apresenta apenas pessoas que viviam exclusivamente para o mundo da moda tais como modelos e estilistas e suas marcas. Mas também filmes, movimentos, músicos, políticos, figurinos, artistas, grandes personagens de cinema, séries de TV, editoras de moda...

 Para citar alguns dos temas abordados pala autora, temos: a estética da fotografia proposta por Helmut Newton , o figurino de Cher Horowitz em As patricinhas de Beverly Hills, o “ efeito Anna ” proveniente da lendária Anna Wintour , o sucesso do fenômeno do pop Michael Jackson , o estilo da princesa Diana, o Pop Art de Andy Warhol ...

 No volume de 1990 a autora conta também casos de estrelas do século XX que tiveram seus sucessos associados a seus cabelos, por exemplo. Um dos grandes marcos da década foi o corte “ Rachel ”, imortalizado por Jennifer Aniston em Friends, com sua personagem que é considerada até hoje ícone fashion, Rachel Green . Peças icônicas que tiveram fama naquela época também têm sua vez: Paula cita os Air Jordans, os tênis de Michael Jordan em parceria com a Nike que renderam mais de 130 milhões de dólares para a estrela do basquete.  

 Vale ressaltar por último a estética dos livros: cada tópico reúne imagens emblemáticas que ilustram o assunto abordado e textos ágeis que apesar de curtos conseguem brilhantemente fazer com que o leitor entenda e aprecie o que está sendo analisado.

 A coleção é leitura obrigatória para todos que se interessam por esse universo e desejam saber mais sobre o assunto. Ela é para todos aqueles que desejam entender de que forma o passado interfere na construção do presente e na inspiração para o futuro.

 E mais que isso, ela é essencial para entender o papel da moda em todos os segmentos da nossa sociedade, que talvez seja a maior intenção das autoras: a de “ validar ” a moda e destacar sua real e recorrente importância.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.