Tamanho do texto

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) anunciou no começo de março o lançamento da segunda fase da campanha institucional Mude o Impossível.

Em evento realizado no Centro de Treinamento Paralímpico , em São Paulo (SP), o CPB apresentou seu novo posicionamento. A cerimônia também introduziu Rodrigo Minotauro como integrante do Projeto Embaixador Paralímpico . O ex-lutador de MMA é a 14ª personalidade a integrar o programa, que visa aumentar a visibilidade do Movimento Paralímpico no Brasil. 

Lançada em um primeiro momento em dezembro de 2014, a campanha Mude o Impossível tem como conceito mostrar a capacidade dos atletas em transpor barreiras, romper limites e quebrar os paradigmas da nossa sociedade. Nesta segunda fase, a campanha também se dedica a diferenciar deficiência de incapacidade. O filme foi produzido pela Lage Comunicação.

" Nossa intenção com este novo posicionamento é mostrar às pessoas que a deficiência é somente uma limitação, um obstáculo como tantos outros, não uma barreira permanente que nos impede de progredir. A pessoa com deficiência não tem menos capacidade do que ninguém e essa é a mensagem que queremos passar ao público. A campanha Mude o impossível foi de grande importância no passado para modificar a percepção do público e acredito que lograremos êxito mais uma vez ", disse Mizael Conrado , presidente do CPB.

O CPB também veiculou quatro pílulas de 30 segundos do vídeo Mude o Impossível, fase 2. Cada uma das peças traz com um dos personagens da campanha. Foram escolhidos para estrelar o projeto o nadador Daniel Dias , o velocista Yohansson Nascimento , a tenista em cadeira de rodas Natália Mayara e o jogador de futebol de 5 Ricardinho . O filme está disponível nas redes do Comitê: Facebook ( https://www.facebook.com/ComiteParalimpico ), 106 mil no Twitter ( @ocpboficial ) e 51 mil no Instagram ( @ocpboficial ).

" Foi uma honra participar da gravação de uma parte desta campanha, que certamente vai ajudar na difusão do Movimento Paralímpico e da mensagem que queremos passar ao Brasil. Eu costumo dizer que sozinhos nós conseguimos ir longe, conquistar resultados e medalhas, mas é com a força de todos juntos que podemos mudar o impossível ", disse Daniel Dias, dono de 24 medalhas em Jogos Paralímpicos.

" Campanhas deste tipo são sempre válidas para poder divulgar ao máximo o esporte paralímpico, o nosso dia a dia. Além disso, essa é uma oportunidade para dar visibilidade não só a atletas de uma forma individual, mas ao Movimento Paralímpico como um todo ", disse Yohansson Nascimento, seis vezes medalhista paralímpico. 

 Novo reforço

 O Projeto Embaixador Paralímpico também contou com boas notícias. Com um currículo vasto em conquistas no MMA, o ex-lutador Rodrigo Minotauro passou a integrar o programa, que conta com personalidades que ajudam a difundir a mensagem do Movimento Paralímpico nacional. Introduzido pelo presidente Mizael Conrado, o baiano de Vitória da Conquista é o 14º participante do grupo. 

 " Vocês, atletas, são ídolos nossos que nos fazem acreditar que com força de vontade, treinamento, planejamento, disciplina, ação - muita ação -, todos os nossos sonhos podem ser realizados. Vocês nos fazem acreditar que nós somos capazes. Fui apresentado ao Movimento Paralímpico em um programa do (Embaixador Paralímpico) Flávio Canto. Quero e vou estar lá em Tóquio com vocês, presente, motivando o time e com certeza vocês estarão incentivando a minha vida como Embaixador Paralímpico. Muito obrigado pelo carinho de todos vocês do Comitê Paralímpico e, com muito orgulho, aceito o convite de ser embaixador ", disse Rodrigo Minotauro.

" É com muita felicidade que recebemos o Rodrigo Minotauro em nosso time de Embaixadores Paralímpicos. Trata-se de um grande atleta, com uma história de vida muito marcante e repleta de vitórias, que em muito nos lembra nossos atletas. Além do mais, Minotauro é uma personalidade no Japão, país que receberá a próxima edição dos Jogos Paralímpicos, em 2020, o que vai ajudar a aumentar a empatia do público local ao nosso time ", explicou Mizael Conrado

 Os Embaixadores Paralímpicos vêm das mais diversas áreas de atividade. Além de Rodrigo Minotauro, o programa conta com os apresentadores Rodrigo Hilbert e Fernanda Lima , os pilotos Ayrton Senna (in memorian) e Emerson Fittipaldi , os atores Cléo Pires e Paulo Vilhena , os atletas Flávio Canto, Gustavo Kuerten e Ronaldinho Gaúcho , o senador da República e ex-jogador Romário e os empresários Luis Severiano Ribeiro , Nizan Guanaes e José Victor Oliva .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.