Tamanho do texto

Você conhece a designer Judith Leiber?

Muitos devem ter visto o look pink que Kim Kardashian escolheu para vestir na comemoração de 25 anos da varejista ‘What Goes Around Comes Around’, em Beverly Hills nesta última terça-feira (21). Kim apareceu com um vestido skintight Versace e o coordenou com um item que conseguiu chamar ainda mais atenção: uma bolsa inteira de cristais com formato pouco usual: uma caixinha de batatas fritas!

Judith Leiber com seus designs.
Divulgação
Judith Leiber com seus designs.

Na mesma semana, sua irmã Kylie Jenner, disponibilizou um vídeo fazendo um tour pelo seu closet de bolsas e dentre os modelos, uma pequena clutch, cravejada de cristais e com outro formato inusitado: um batom!

E quem se lembra do look de Blake Lively no Met Gala desse ano? A atriz fez uma homenagem para seu marido Ryan Reynolds e suas duas filhas James e Ines. Ao lado de seu vestido Versace, ela carregava uma pequena clutch que, seguindo o tema "Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination”, era inteira coberta de pedrinhas multicoloridas que juntas, formavam o desenho de um brasão medieval de família. No centro da bolsa, em cada um dos quatro pontos de uma cruz, estavam as letras B (Blake), R (Ryan), J (James) e I (Ines), as primeiras iniciais de cada membro da família Reynolds-Lively.

Mas o que essas três peças têm em comum?

Tanto a bolsa de batatas fritas quanto a de batom, quanto a de Blake, são da icônica marca (sinônimo de elegância, estilo e sofisticação) Judith Leiber! Mas afinal, quem foi Judith Leiber?

Judith nasceu em Budapeste no dia 11 de janeiro de 1921. Sobrevivente do Holocausto, ela se mudou para os Estados Unidos no final da Segunda Guerra Mundial, logo depois de se casar com Gerson Leiber, artista americano. Ela contou a revista americana Harper's Bazaar que sua experiência escondida em um minúsculo apartamento para escapar da tragédia ajudou a inspirar sua futura carreira no design: “Eram 26 pessoas em um apartamento de um quarto. Foi muito terrível. Eu projetava bolsas na minha cabeça para fugir daquele ambiente de miséria”.

As dificuldades que enfrentou no início de sua vida, entretanto, serviram para fazer dela uma incrível designer, reconhecida por transformar bolsas em peças de colecionador e verdadeiras obras de arte!

Blake Lively no Met Gala 2018 e detalhe de sua clutch em homenagem à sua família. / Kim Kardashian nesta última terça-feira (21) em um evento em Beverly Hills.
Divulgação
Blake Lively no Met Gala 2018 e detalhe de sua clutch em homenagem à sua família. / Kim Kardashian nesta última terça-feira (21) em um evento em Beverly Hills.

Em 1963 ela abriu sua marca homônima, que se consagrou por suas minaudières (bolsas noturnas femininas, geralmente consideradas uma peça de joalheria) feitas de metal incrustadas com cristais Swarovski e banhadas a prata ou ouro. E claro, suas bolsas tinham outra característica mais que especial: seu formato! De melancias a batons, flores, animais, cupcakes... Lieber dizia que se inspirava em pinturas, peças de museus, artefatos e pela natureza.

Seus designs, de fato obras de arte, podem ser encontrados nas coleções permanentes da Smithsonian Institution, do Metropolitan Museum of Art, do Victoria and Albert Museum e do Chicago Historical Society.

A relevância de seu trabalho também rendeu a designer vários títulos e reconhecimentos como: o prestigiado prêmio Lifetime Achievement Award da CFDA, o Coty Fashion Award em 1973, o Neiman Marcus Winged Statue pela Excelência em Design em 1980 e a classificação como a mais prestigiada marca de bolsas de luxo pelo segundo ano consecutivo pelo Luxury Institute, em 2008.

Leiber vendeu sua marca em 1993 para a London's Time Products por US $ 18 milhões, e se aposentou em 1998. A marca agora pertence ao Authentic Brands Group e desde então, a empresa continuou a perpetuar e fazer sucedidos designs. Nas mais recent news, em janeiro de 2017, Dee Ocleppo Hilfiger, esposa de Tommy, tornou-se co-proprietária, diretora de criação e embaixadora da marca.

Judith Leiber infelizmente faleceu aos 97 anos em abril deste ano, mas seu sucesso continua perpetuando-se e sua marca homônima continua seguindo seu legado e crescendo cada vez mais!  

Designs da marca Judith Leiber. (O modelo de batom é o mesmo que Kylie Jenner mostrou no tour de seu closet).
Divulgação
Designs da marca Judith Leiber. (O modelo de batom é o mesmo que Kylie Jenner mostrou no tour de seu closet).

Como uma verdadeira marca de sucesso, suas clientes transcendem gerações, já tendo tido suas peças usadas por nomes como Barbara Bush, Nancy Reagan, Greta Garbo, Claudette Colbert, Diana Ross, Joan Sutherland, Rainha Elizabeth II e mais recentemente por Jennifer Lopez, Rihanna, Blake Lively, Madonna, Bella Hadid, Mandy Moore, Lily Collins, Helen Mirren, Camila Cabello e Karlie Kloss!

Para quem quiser ver mais dos designs de Judith, sabia que existe um museu com eles! Em 2005, seu marido Gerson fundou o museu The Leiber Collection, em Nova York. "O objetivo do museu é ter um exemplar de cada um dos mais de 3.500 designs da Sra. Leiber", contou Stewart, o gerente de coleções do museu. A exposição muda a cada ano, e conta também com peças de Gerson, que foi artista sua vida toda!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.