Tamanho do texto

ELA É PURA ALEGRIA E TEM O PODER DE FAZER VOCÊ MUDAR SUA VISÃO DO MUNDO!

Duda Salles
Divulgação
Duda Salles

DUDA SALLES TEM QUATRO ANOS E SABE QUE SUA VIDA É DIFERENTE, SIM. E DAÍ?! ELA É LINDA, TEM CARACTERÍSTICAS QUE A TORNAM ÚNICA, COMO A VONTADE DE SORRIR E ENCARAR QUALQUER DESAFIO COMO UM DEVER DE CASA, QUE ELA ANALISA, ASSIMILA E CUMPRE.

Uma gravidez feliz, a espera do segundo filho e uma mãe ansiosa para ter a menina que completaria, com seu filho mais velho, o casal de filhos. Um mundo cor-de-rosa, com laços que foi impactado e modificado por uma anomalia chamada Hemimelia Tibial Bilateral. Fabiana Salles demorou alguns meses para descobrir o que a filha Maria Eduarda tinha em suas pernas. Com pesquisas, consultas e encaminhamento a AACD, foi detectado o problema. Pela falta total da tíbia nas duas pernas, e adicionalmente pela falta de joelhos e calcanhares, os médicos concluíram que a amputação seria o procedimento mais indicado. Difícil decisão para os pais, mas eles seguiram a máxima: pensar com a razão e não com a emoção. E assim fizeram: em 18 de maio de 2015, a pequena Duda passou pela amputação bilateral e antes do início, fez um pedido especial: acordar com laços rosas amarrados em seus cotos. Um toque de doçura num dia tão difícil mostrava que ali existia uma menina forte, que consegue enxergar nas dificuldades o lado suave da vida. O pedido dela transformou-se em campanha e os amigos (próximos ou somente por redes sociais, simpatizantes e amigos de amigos) fizeram o mesmo. Foi assim que uma enxurrada de fotos de pessoas com lacinhos amarrados chegou até a mãe da Maria Eduarda, que fez questão de mostrar cada uma delas à filha!

Os dias que vieram depois possibilitaram à menina andar sobre os cotos, se locomover com mais facilidade, brincar e descobrir movimentos que antes eram impossibilitados pelas pernas sem estrutura.

UM ENCONTRO PROFASHIONAL

Nossa publisher, adepta a cultivar amizades por redes sociais e descobrir o que há de mais encantador pelo mundo por meio delas, teve acesso à campanha dos laços, feita pela ONG “Entre Rodas e Batons” , para Duda. Ali, sem porquês, explicações, e razões, nasceu um amor à primeira vista. Sandra estava fora do País, mas quis saber mais sobre ela e assim que retornou, marcou de visitá-la. O que chamou sua atenção não foi a história (para alguns vista como triste) ou a vontade de fazer caridade, mas sim a forma que essa criança trouxe para si uma poesia em um momento de luta. Duda tornou-se presença frequente no mundo Profashional e podemos conhecer de perto aquela que, enquanto as pessoas a olham no shopping por conta de sua condição não comum, ela fecha os olhos, respira fundo e segue em frente. Se falarmos em dados, Duda é uma entre um milhão que nasceu com essa anomalia. Mas quem a conhece sabe que ela é uma em um milhão que consegue transformar seus dias em aventuras, deixando seus momentos divertidos, colocando até um pouco de birra vez ou outra, normal para uma criança de quatro anos. Seu conto de fadas da vida real teve o ápice durante os Jogos Paralímpicos. Levada pela Profashional, parceira do Comitê Paralímpico, a pequena assistiu de perto a atletas de alta performance competindo com garra e mostrando ao mundo que são capazes de enfrentar as dificuldades, transformando-as em ouro, prata e bronze. Com ou sem suas próteses, que por conta do crescimento precisam ser trocadas com frequência, Duda é somente uma menina faceira, arteira, inteligente e linda, que é capaz de dançar qualquer música que a vida tocar.

PRINCESA COM FADA MADRINHA? Por Sandra Teschner 

Fico honrada por ser considerada pela familia de Dudinha como sua fada madrinha, mas nosso caso de amor vai muito além das respostas mais óbvias dentro das relações humanas. Pernas ou a falta delas não definem quem essa adorável crianca é. Ao assistir aos primeiros vídeos no canal dela no YouTube (dudaguerreira, sigam! Insta @dudasallesoficial ), sabia que somos seres afins, parentes de alma, ligadas por laços invisíveis. Lidamos com muita facilidade uma com a outra, transitamos na mesma sintonia como se todas as décadas que nos separam e a falta de consanguinidade fossem um patético detalhe de uma vida normoide. Duda tem algo a mais, tem um brilho além, capaz de monopolizar as atenções num ambiente ou trazer para si a energia flutuante. Mas ela não suga, ela doa, aliás somos todos beneficiados do seu enorme poder de iluminar. Sou fã assumida dessa pequena, por quem tenho o prazer de ser “imitada”com direito a trejeitos e caras e bocas que dizem retratar exatamente como eu sou, e eu amo esta atuação com o coração em festa e o peito a gargalhar. Não é fácil passar a vida precisando de novas próteses e a estrada dela é longa. Toda ajuda na forma de projetos, boas ideias, doações são bem-vindas e, na Profashional, há um canal aberto para discutir este tema, com a maravilhosa Mauren Derquin (mauren@profashional.com). Não se intimide, sua tentativa encontrará ressonância aqui conosco. Meu amor por Duda Salles é genuíno como é a essência de todo grande amor verdadeiro. Muitos pensam que estou aqui para dar-lhe as mãos, para fazê-la andar. Mas sabe qual é a verdade? Ela me empresta suas asas e me leva junto no seu voo rasante onde tenho a certeza de chegar em qualquer lugar.

Grata a Deus e ao mundo pela sua existência!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.